domingo, 17 de julho de 2011

Boa noite

Sou mais um beijo de “boa noite” que uma noite de sexo sem compromisso. Sexo é bom, mas sem afeto, carinho, apego, não significa mais que um momento passageiro seguido de um vazio existencial. Valorizo aqueles momentos que ficam. Porque que sexo a gente encontra em toda esquina. Já o amor, um em cada vida.

4 comentários:

Nikolas disse...

Foi fundo heim! Adorei a postagem... Vc tem total razão! Concordo em gênero e grau!... Eu já estava com saudades de suas palavras por aqui... Tudo de bom Kaah! Beijos!!

Marco Romer disse...

Curioso ler esse post. Quando eu estava namorando, sempre antes de dormir eu dava um beijo de boa noite na minha namorada. Sentir os lábios dela nos meus pouco antes de adormecer era indescritível, uma das melhores sensações que já experimentei. Depois de um tempo, percebi que era sempre eu que dava o beijo, ela nunca tomava a iniciativa. Então parei também. E ela começou a cobrar. Quando eu percebi que aquilo era importante para ela tanto quanto era para mim, esse "beijo de boa noite" se tornou o momento mais sublime dos meus dias. É estranho e doloroso pensar nisso agora que já não estamos juntos. Porque se você me perguntar do que eu sinto mais falta, de tudo que vivemos juntos, eu acho que eu te responderia que é daquele beijo, daquele momento em que meus lábios encontravam os dela e todos os dias, por pior que tivessem sido, acabavam bem...

KAtheRyNA disse...

Nossa, Marco, arrepiei. Mas de fato, é na simplicidade dos pequenos gestos que os mais sinceros sentimentos florescem. É o momento que fica, que importa e que quando vem à memória traz felicidade, ou a dor da saudade. Eu sei bem o que é isso...

Mazzini disse...

Karina, além de linda, surpreendente!